Quarta-feira, 20 de Outubro de 2010
Estás comigo
Está frio pela manhã!
É ainda luz-fusco
e já me despeço de ti.
É sempre demais...
o tempo da separação;
A despedida...
sempre indesejada.
Nada compensa,
estar longe de ti:
a falta sentida,
o pedaço arrancado,
a parte ausente.
Estar longe...
a distância entre nós,
é coisa que não se mede.
Nada pode medir,
a dor dos corações,
o ar que não chega..
e nunca enche os pulmões.
Só o sentimento,
a imaginação e o querer,
conseguem ultrapassar,
a distãncia inemesurável
que nos separa.
Só o amor,
apaga a dor,
para mim te tráz...
não importa onde estás.


publicado por escrevernareia às 12:40
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Quarta-feira, 15 de Setembro de 2010
Hoje sinto-me assim...
São cinzentos,
Os dias sem Sol.
Olho em redor,
Tudo mais triste.
Uma tristeza seca,
Sem lágrimas de dor!
E nem os pássaros,
Eu ouço cantar...
Chilreios de amor.
Sinto a melancolia,
como uma saudade,
A tomar conta de mim.
Sinto falta,
Nem sei bem do quê...
Faltas-me tu...
Mas falta de ti,
Eu sinto sempre.
É uma sensação,
das outras diferente.
Um vazio interior,
Um tunel sem fim.
Uma estrela cadente...
Sem um rasto de cor.
Uma falta de chão,
Um velho jardim,
Sem uma única flor.
Hoje sinto-me assim!
Neste dia cinzento...
Triste e sem Sol.


publicado por escrevernareia às 13:18
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito

Sexta-feira, 20 de Agosto de 2010
Saudade
Não precisas de partir,
Nem eu de me ir embora,
Para a saudade sentir.
Porque ela no meu peito mora.

Não se mede como o tempo,
Ou quando um de nós demora.
A saudade é o sentimento,
Que eu sinto a toda a hora.

A vida são apenas instantes,
Que nao devemos desperdiçar,
Parecemos seres itenerantes,
Em busca de nos encontrar.


publicado por escrevernareia às 12:23
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Segunda-feira, 1 de Março de 2010
Sons das letras
Nem sempre a poesia são palavras
ás vezes pouco mais que sons
letras juntas harmoniosamente
simples conjugação de tons
que nos entram pelos ouvidos
por vezes tão fortemente
outras com tanto prazer
te excitam os sentidos
te penetram docemente.

Será que vou enlouquecer
com tão lindas melodias
que sinto e fico pasmo.
Pára o mundo á minha volta
esqueço a noite e o dia
rejubilo com este orgasmo.

Ânsia, medo, paixão se solta
deste meu peito apertado
desta mente em agonia,
deste corpo exausto a cair.

Sinto em cada verso um grito
um desejo tão sonhado
uma vontade esmagada
dum coração aflito.

Fecho os olhos para ouvir
o som das letras que escrevo
nelas fico aprisionado
por gosto ou necessidade
de me sentir com enlevo
sempre de som rodeado
que acalma esta ansiedade
que me deixa sonhar acordado
que me deixa matar a saudade.


publicado por escrevernareia às 12:07
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Terça-feira, 15 de Dezembro de 2009
As minhas SMS

[Error: Irreparable invalid markup ('<spanstyle="font-family:verdana;">') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<p align="left"line-weigh="50px"><spanstyle="font-family:verdana;"><font-weigh="14px">Dizem que faz frio aqui,<br />Temperaturas de zero graus.<br />Mas frio é nao te ter a ti,<br />Tua ausência faz os dias maus.


publicado por escrevernareia às 12:24
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Terça-feira, 1 de Dezembro de 2009
Voltei... pelo teu olhar

[Error: Irreparable invalid markup ('<spanstyle="font-family:verdana;">') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<p align="left"line-weigh="50px"><spanstyle="font-family:verdana;"><font-weigh="14px">Quando há tanto tempo parti<br /><br />Abandonei tudo e fugi<br />Quis pôr tudo de lado<br />Abandonar o passado<br />Esquecer todas as pessoas<br />E até as coisas boas<br /> <br />Foi duro demais para mim<br />Não consegui até ao fim<br />Não resisti a esta vontade<br />De sonhar-te com verdade<br />Ouvir música com o coração<br />Não,… a mim mesmo disse não<br /> <br />Voltei para te encontrar<br />Para parar de sonhar<br />Para por fim te sentir<br />Para te poder ver sorrir<br />Ver o brilho dos olhos teus<br />Quando se fixam nos meus


publicado por escrevernareia às 16:48
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 27 de Maio de 2009
As minhas SMS

[Error: Irreparable invalid markup ('<spanstyle="font-family:verdana;">') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<p align="left"line-weigh="50px"><spanstyle="font-family:verdana;"><font-weigh="10px">Dói-me o peito de saudade,<br />Bate fraco o meu coração,<br />Sinto como uma eternidade,<br />Um minuto da tua recordaçao.


publicado por escrevernareia às 23:19
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 12 de Janeiro de 2009
Meu sustento

[Error: Irreparable invalid markup ('<spanstyle="font-family:verdana;">') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<p align="left"line-weigh="50px"><spanstyle="font-family:verdana;"><font-weigh="14px">Quero olhar-te pela janela<br />Despir-te com o pensamento<br />Sentir nos lábios teu suor<br />Oh ... como estou sedento<br />Desse líquido ... (não há melhor)<br />Seria todo o meu sustento<br />Não voltaria a comer…<br />Nem beber<br />Sorveria do teu corpo<br />O alimento<br />Esse sumo <br />Que de ti escorre<br />Fruto do prazer.


publicado por escrevernareia às 16:35
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 10 de Dezembro de 2008
Confissão
O meu coração bate
Bate com tanta força
Que quase rebenta o peito
Soltando esta ansiedade

Soltando esta ansiedade
Esta vontade de te ver
Esta loucura de te amar
De até por ti morrer

Até por ti morrer
Por amor eu o faria
Melhor mesmo é morrer
Que viver sem ti um dia


publicado por escrevernareia às 07:50
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 27 de Novembro de 2008
Tão pouco e... tanto
Tão pouco e... tanto
Chegas-te…
Mesmo sem te ver
Só de teus passos ouvir
Senti o coração a bater
A tua voz quis ouvir

Sussurrando-me ao ouvido
Um “ tudo bem “
Sem mais
Mas para o meu coração ferido
Ouvir-te
já é bom demais.


publicado por escrevernareia às 12:31
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 26 de Novembro de 2008
Sei que hás-de voltar
Fugiste…
Deixaste-me agarrado ás lembranças
Nem o teu cheiro comigo ficou
Para me ajudar a recordar.
Tenho a alma triste de sentir
A tua ausência e falta,
Já só me resta esperar…
Enquanto uma lágrima rola;
E como a tua recordação...
Que forte dói no meu peito,
Cai e se esmaga no chão
Como se de morte fosse o leito.
Não mais implorarei tua volta
Como mendigo uma esmola.
Se verdade tinha a jura,
Para quê esta revolta?
Este grito desabrido?
Se a paixão sempre perdura
Neste amante desvalido,
Mais vale esperar tua volta
Suportar a dor deste peito ferido


publicado por escrevernareia às 12:32
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 16 de Outubro de 2008
Saudade de ti...
A dor que faz esta Saudade,
Que persiste e tão forte,
Que volta sempre que penso,
Que por fim, teve a sua morte.
Saudade das vezes que te não vi,
Saudade dos versos, que te não escrevi
Saudade de ti, que não conheci.
Saudade do que não fizemos juntos,
Saudade dos sonhos, que não me pertencem,
Das vezes que te imagino e te sinto .
Saudade dos olhos teus e dos olhares,
Do silêncio, das palavras, que nunca te disse.
Dos continentes de desejo e mares
Que jorram desse teu corpo, na minha loucura.
Saudade de ti, que me não conheces,
e nunca amaste.
Saudade da dor no peito,
… que perdura.



publicado por escrevernareia às 21:56
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Estás comigo

Hoje sinto-me assim...

Saudade

Sons das letras

As minhas SMS

Voltei... pelo teu olhar

As minhas SMS

Meu sustento

Confissão

Tão pouco e... tanto

arquivos

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

tags

todas as tags

ILCAO
Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue!
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds
Creative Commons
Licença Creative Commons
Escrever n'Areia de To Quim Rodrigues é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Unported.