Sexta-feira, 30 de Setembro de 2011
Desejo
No pensamento
o teu, no meu corpo
gestos languidos
sons gemidos

Na boca
o teu, no meu sabor
saliva trocada
da boca colada

Na imaginação
o teu, no meu desejo
não vai parar
até transbordar

No final
O teu, no meu prazer
o corpo saciado
de sexo molhado


publicado por escrevernareia às 13:27
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Terça-feira, 27 de Julho de 2010
Calor para amar
Vem de fora,
entra cá dentro,
não demora,
como fermento,
faz inchar,
quase nos derrete,
faz chupar,
montes de sorvete.
Não arrefece,
E até excita,
tudo acontece,
a cabeça frita.
O corpo pede,
nada de roupa,
nada impede,
...coisa pouca.
Mostras mais pele,
e com tal ensejo,
Que nela ou nele,
Aumenta o desejo.
No campo ou praia,
à sombra ou no mar,
cai na gandaia,
importa é amar


publicado por escrevernareia às 12:18
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Quarta-feira, 2 de Junho de 2010
As minhas SMS
Deitada nua, rendida a Eros,
O seu corpo, exausto, suado,
Mulher que exulto e venero,
Que me faz viver apaixonado.
Inebria-me tua sensualidade,
Fonte inesgotável da libido
Me despertas com ansiedade,
O prazer intenso, incontido.


publicado por escrevernareia às 12:35
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Quarta-feira, 17 de Março de 2010
As minhas SMS
O cheiro, o sabor, a tua pele,
No quarto, nossa intimidade,
E eu, aqui, só de pensar nele,
Nasce o desejo, a ansiedade.


publicado por escrevernareia às 13:16
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2010
As minhas SMS
Meu corpo é sómente teu,
Assim como meu coração.
Toma posse do que é teu.
Teu direito e minha opção.


publicado por escrevernareia às 10:36
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Quarta-feira, 3 de Fevereiro de 2010
Tu és...

[Error: Irreparable invalid markup ('<spanstyle="font-family:verdana;">') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<p align="left"line-weigh="50px"><spanstyle="font-family:verdana;"><font-weigh="14px">Sinto no ar o teu perfume,<br />o teu cheiro particular,<br />penetra-me até á alma.<br />Não entra pelo nariz,<br />nao entra pelos poros,<br />e no entanto...<br />Sinto-o dentro de mim,<br />ocupando-me por inteiro.<br /><br />Penso e procuro explicar,<br />o que nao tem explicaçao.<br />Estás entranhada em mim,<br />Fazes parte deste corpo,<br />a energia que o sustenta.<br />Mais que qualquer outro,<br />tu és o orgão principal,<br />aquele que o alimenta.<br />És oxigenio que respiro,<br />que se espalha no sangue,<br />e me inunda o coração.<br /><br />És a vida que segura<br />a minha vida<br />e por mais dura<br />que seja a vida<br />só por ti<br />e contigo<br />merece ser vivida.


publicado por escrevernareia às 12:25
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito

As minhas SMS

[Error: Irreparable invalid markup ('<spanstyle="font-family:verdana;">') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<p align="left"line-weigh="50px"><spanstyle="font-family:verdana;"><font-weigh="14px">Toma de assalto meu corpo, que é teu,<br />Vem e esmaga-o de encontro ao chão.<br />Eleva o nosso desejo e prazer ao céu,<br />Hoje nossa carne será nossa perdição.


publicado por escrevernareia às 09:08
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Segunda-feira, 18 de Janeiro de 2010
As minhas SMS

[Error: Irreparable invalid markup ('<spanstyle="font-family:verdana;">') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<p align="left"line-weigh="50px"><spanstyle="font-family:verdana;"><font-weigh="14px">Por debaixo dos lençóis, a tua mão.<br />Percorre o meu corpo adormecido.<br />Desperta-me levemente a excitação,<br />Provoca-me, esse pulsar da tua libido.


publicado por escrevernareia às 13:27
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 11 de Janeiro de 2010
Atrás da porta...

[Error: Irreparable invalid markup ('<spanstyle="font-family:verdana;">') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<p align="left"line-weigh="50px"><spanstyle="font-family:verdana;"><font-weigh="14px">Atrás da porta escondido,<br />Onde nao me consegues ver,<br />Espreito-te nua... atrevido,<br />Nao controlo esse prazer.<br />Com teu corpo assim molhado,<br />Nasce a primavera no meu.<br />Bate forte o coraçao apaixonado,<br />No corpo que quero colar ao teu.<br />Um despertar, um amanhacer,<br />Um desabrochar, a floração,<br />Num campo verde de prazer,<br />E o suor na palma da mão.<br />Dificil mesmo é ficar,<br />escondido para não saberes,<br />que ali estou a admirar,<br />tudo para nao veres,<br />a minha cara de pasmo,<br />a pressa da minha respiraçao,<br />o prazer, quase um orgasmo.<br />o descontrole da situação.<br />Olho-te sofregamente,<br />Nao consigo libertar o olhar,<br />na minha boca água nascente<br />e a vontade louca de te amar.


publicado por escrevernareia às 13:53
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Quarta-feira, 23 de Dezembro de 2009
As minhas SMS

Do chuveiro, a água a cair,
De desejo, corpos a tremer,
O prazer profundo a fluir,
O amor tudo faz acontecer.



publicado por escrevernareia às 13:28
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2009
As minhas SMS

[Error: Irreparable invalid markup ('<spanstyle="font-family:verdana;">') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<p align="left"line-weigh="50px"><spanstyle="font-family:verdana;"><font-weigh="14px">A temperatura a subir,<br />Nossos corpos a ferver,<br />Parece que vão explodir,<br />É só o amor a acontecer.


publicado por escrevernareia às 12:04
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 15 de Dezembro de 2009
As minhas SMS

[Error: Irreparable invalid markup ('<spanstyle="font-family:verdana;">') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<p align="left"line-weigh="50px"><spanstyle="font-family:verdana;"><font-weigh="14px">Dói-me o corpo de estar sentado,<br />Estou cansado de estar aqui.<br />Bom mesmo era estar deitado,<br />Na nossa cama abraçado a ti.


publicado por escrevernareia às 12:15
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 9 de Dezembro de 2009
Para quê contar...

[Error: Irreparable invalid markup ('<spanstyle="font-family:verdana;">') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<p align="left"line-weigh="50px"><spanstyle="font-family:verdana;"><font-weigh="14px">Mas para quê contar<br />Dizer o que me vai na alma<br />Se falar nao esvazia o peito<br />Nem tira do coraçao a saudade?<br />Como nesta tarde<br />O sopro da aragem calma<br />Não tráz até mim quem amo<br />Nao me tira esta ansiedade?<br /><br />Para quê contar<br />ou até berrar bem alto<br />Se na frase sou o sujeito<br />E me falta o predicado?<br />Meu grito seria mudo<br />Na garganta ficaria abafado <br />Como o desejo que me invade<br />E me deixa estrangulado.<br /><br />Espero pacientemente<br />Que ela volte formosa<br />Para que me possa soltar <br />Em sons de poesia ou prosa<br />Que só ela sabe inspirar.


publicado por escrevernareia às 15:34
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Segunda-feira, 7 de Dezembro de 2009
As minhas SMS

[Error: Irreparable invalid markup ('<spanstyle="font-family:verdana;">') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<p align="left"line-weigh="50px"><spanstyle="font-family:verdana;"><font-weigh="14px">Vai mulher e nao tenhas medo.<br />Exalta em ti o desejo contido.<br />Solta-te na minha boca em segredo,<br />Nao reprimas o prazer de um gemido,<br />Solta em mim o teu grito desabrido.


publicado por escrevernareia às 12:10
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Sexta-feira, 4 de Dezembro de 2009
As minhas SMS

[Error: Irreparable invalid markup ('<spanstyle="font-family:verdana;">') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<p align="left"line-weigh="50px"><spanstyle="font-family:verdana;"><font-weigh="14px">Finalmente o fim de semana,<br />Dois dias de mel e desejos,<br />Ficarmos enrolados na cama,<br />Namorar e cobrir-te de beijos.


publicado por escrevernareia às 10:55
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Quarta-feira, 25 de Novembro de 2009
Nao deixarei de te amar

[Error: Irreparable invalid markup ('<spanstyle="font-family:verdana;">') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<p align="left"line-weigh="50px"><spanstyle="font-family:verdana;"><font-weigh="14px">Jamais meu coraçao,<br />deixará de te amar um dia!<br />Melhor será que meu corpo faleça.<br />Alimentas-me a alma.<br />Modelaste o meu espirito.<br />Não deixarei que tal aconteça.<br /><br />Jamais meu coraçao,<br />deixará de te amar um dia!<br />Vieste quando estava a sofrer<br />Truxeste-me a calma,<br />Quando eu estava aflito.<br />Sem ti não poderei sobreviver.<br /><br />Jamais meu coraçao,<br />deixará de te amar um dia!<br />És sangue que me corre nas veias.<br />És o ar que respiro.<br />És a minha poesia.<br />Musa das minhas epopeias.<br /><br />Jamais meu coraçao,<br />deixará de te amar um dia!<br />Se assim for será o meu fim.<br />Meu ultimo suspiro.<br />O fim da escadaria.<br />O último dia para mim.


publicado por escrevernareia às 14:28
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 13 de Janeiro de 2009
Quando me falas ao ouvido

[Error: Irreparable invalid markup ('<spanstyle="font-family:verdana;">') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<p align="left"line-weigh="50px"><spanstyle="font-family:verdana;"><font-weigh="14px">Adoro quando me falas ao ouvido<br />Quando me tocas com os lábios<br />Eriçam-me todos os pelos do corpo<br />Até no lugar mais escondido.<br /><br />Adoro quando me falas ao ouvido<br />Excita-me se assim me chamas<br />Na boca seca, tuas palavras tremem<br />Recantos ficam húmidos da libido.<br /> <br />Adoro quando me falas ao ouvido<br />Tremem-me as pernas, as mãos,<br />Sentir o sopro da tua respiraçao<br />Desnorteia-me, fico perdido<br /><br />Adoro quando me falas ao ouvido<br />Quando me fazes esquecer o tempo<br />Quando os sons se calam para nós<br />Quando apenas resta um gemido<br /><br />Adoro se me falas ao ouvido...


publicado por escrevernareia às 16:37
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 12 de Janeiro de 2009
Meu sustento

[Error: Irreparable invalid markup ('<spanstyle="font-family:verdana;">') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<p align="left"line-weigh="50px"><spanstyle="font-family:verdana;"><font-weigh="14px">Quero olhar-te pela janela<br />Despir-te com o pensamento<br />Sentir nos lábios teu suor<br />Oh ... como estou sedento<br />Desse líquido ... (não há melhor)<br />Seria todo o meu sustento<br />Não voltaria a comer…<br />Nem beber<br />Sorveria do teu corpo<br />O alimento<br />Esse sumo <br />Que de ti escorre<br />Fruto do prazer.


publicado por escrevernareia às 16:35
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 28 de Novembro de 2008
Sentidos Sedentos

[Error: Irreparable invalid markup ('<spanstyle="font-family:verdana;">') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<p align="left"line-weigh="50px"><spanstyle="font-family:verdana;"><font-weigh="10px">Arrastamos<br /><br />Por entre os lençóis<br />Da nossa cama desfeita<br />E húmida<br />Ainda quente<br />Do suor dos nossos corpos<br />Tresandando<br />A cheiros de prazer<br />Que juntos segregámos<br />Sedentos<br />Do gosto salgado<br />De nosso sexo molhado<br />Loucos<br />Pela procura de mais<br />Gemidos e sensações carnais<br />Arrastando<br />Aquele momento<br />Pelo máximo tempo<br />Inventando<br />Com outra nova maneira<br />O amor de uma vida inteira


publicado por escrevernareia às 11:26
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 28 de Outubro de 2008
Vida de morte
Porque há-de estar contente,
O que escreve o que traz na alma?
Aquele que sonha e que sente?
O poeta não vive a calma!

Vive o seu momento triste,
Em todos e cada um de seu dia,
Olhando que mais nada existe...
Só a sua inolvidável agonia.

Percorrendo cada palmo de chão,
Buscando o outro lado da sorte,
Sem nunca encontrar a razão
Para não ter esperança na morte.

Iludindo a própria existência
Com odes e festejos sem sentido.
Mergulhado no sono da demência
Num lago imundo e fedido.

Quisera ele ter alegria
Que a alma lhe saltasse do peito
Descobrir na vida a euforia
Ser em cada momento um eleito

Mas logo o lodo do lago imundo
Seu corpo e alma arrebataria
Puxando e prendendo-o no fundo
Seu corpo morto não se veja um dia

E nesta luta infame e desigual
Que nos lembra David e Golias
Aquele que escreve tem vida infernal
Por sentir, amar e sonhar todos os dias


publicado por escrevernareia às 22:59
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Desejo

Calor para amar

As minhas SMS

As minhas SMS

As minhas SMS

Tu és...

As minhas SMS

As minhas SMS

Atrás da porta...

As minhas SMS

arquivos

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

tags

todas as tags

ILCAO
Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue!
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds
Creative Commons
Licença Creative Commons
Escrever n'Areia de To Quim Rodrigues é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Unported.