Terça-feira, 28 de Outubro de 2008
Quando me lembro de ti
Quando me lembro de ti:

Sinto um friozinho na espinha
Dos instantes que passamos
Das coisas que falamos
De tanto te querer só minha

Sempre junto a mim
Os segredos que revelamos
Os desejos que partilhamos
Só nossos até ao fim

Gosto daquele arrepio
Do grito que abafamos
Quando nos abandonamos
Aos nossos corpos com cio

De a cada dia sentir
Que sempre que nos amamos
Os momentos prolongamos
Até mais não conseguir

De cada nova ilusao
Dos sonhos que sonhamos
E depois nos apoiamos
Após uma desilusão

Juntos conseguimos ter
Força para continuarmos
O ideal que sonhámos
O dia-a-dia vencer


publicado por escrevernareia às 23:00
link do post | favorito

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Meu sonho...

Olho-a...

Espalhar versos

Desejo

Teu amor

Palavras simples

Amor natural

O tempo fica escasso

In-quotidiano

Resgate

arquivos

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

tags

todas as tags

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds