Terça-feira, 22 de Dezembro de 2009
Frases soltas

[Error: Irreparable invalid markup ('<spanstyle="font-family:verdana;">') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<p align="left"line-weigh="50px"><spanstyle="font-family:verdana;"><font-weigh="14px">Hoje senti que tinha de escrever<br />Não foi o cérebro que pediu<br />Nem a vontade de encher papel.<br />Os dedos só têm que obedecer<br />A uma ordem que de mim saiu.<br />Como um turbilhão de ideias<br />Amontoado de sentimentos<br />As palavras foram jorrando<br />Como se do fogo do coração<br />Saíssem em chamas pelos dedos.<br />Frases foram aparecendo<br />E eu sem ler, só escrevendo<br />Não podia… nem queria prende-las<br />Queimar-me-iam por dentro<br />Tal qual um fogo intenso<br />Devastando sem remorso<br />Todas as esperanças e medos<br />Desejos e sonhos também<br />Até nada mais ter para arder<br />Até já não ser ninguém.<br />Donde vem esta vontade?<br />Estas frases donde saem?<br />Momentos de insanidade?<br />Instantes de loucura?<br />Gritos surdos, sentidos<br />Vozes do além cá de dentro<br />Da felicidade que se procura<br />Em tantos momentos vividos<br />Dos beijos que nos são queridos<br />Da saudade que não tem cura<br />Do prazer que ás vezes sentimos<br />Da indiferença que ás vezes dura<br />Do recalcar do que amamos<br />Por não poder amar tudo<br />Daquilo que para trás deixamos<br />Do desejo que calamos<br />Do grito de dor que fica mudo<br />Na garganta que pensámos cortar<br />Quando sem saber onde estávamos<br />Sem sequer saber quem éramos<br />Quisemos por fim a tudo<br />Sem sequer nos lembrarmos<br />Que em cada momento que temos<br />Há sempre mais alguém ali<br />Mesmo longe,… desconhecido<br />Sem uma mão para estender<br />mas ao sentir um coração ferido<br />abre os olhos para ver<br />e se a mão não surge, algo aparece<br />lábios que calam, ouvidos que ouvem<br />um coração, que se desconhece<br />… que pelo grito padece,<br />e um amigo aparece


publicado por escrevernareia às 08:31
link do post | comentar | favorito

3 comentários:
De Anónimo a 22 de Dezembro de 2009 às 13:42
Hoje sem rimar quero apenas desejar-te Boas Festas.Um Bom Natal e um Ano Novo tão produtivo (pelo menos) quanto este.Um grande abraço.Adélia


De To Quim a 22 de Dezembro de 2009 às 20:09
Muito obrigado pela visita e sobretudo pelos votos.
Igualmente te desejo a ti e a todos os que amas um Feliz Natal e um Ano Novo carregado com todas coisas que mais desejas.
Bj


De Rejane a 14 de Janeiro de 2010 às 11:27
Não sei fazer poemas, mas me deleito quando os leio-são belos!!
Um bom dia para você e obrigada por sua visita em meu BLOG


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Meu sonho...

Olho-a...

Espalhar versos

Desejo

Teu amor

Palavras simples

Amor natural

O tempo fica escasso

In-quotidiano

Resgate

arquivos

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds