Segunda-feira, 31 de Janeiro de 2011
Como da primeira vez...
Não é concerteza loucura,
desejo ou paixão desenfreada,
este amor que há tanto dura,
de forma doce e apaixonada.
Alimentado todos os dias,
de cumplicidade e segredos,
partilhando as fantasias,
dividindo nossos medos.
Como é bom ficar abraçados,
quietos sem nada fazer,
corpos unidos, colados,
sentindo os coraçoes bater.
Quantas vezes porém,
é dificil ficar assim,
porque o desejo vem,
um doce e louco frenesim.
Quantas vezes já aconteceu?
Centenas? Milhares, Milhões?
Mas é sempre um jubiléu,
com muitas e novas sensações.
Sempre que nos amamos,
é por inteiro, sem timidez
e depois de todos estes anos,
desejo-te como da primeira vez.


publicado por escrevernareia às 13:06
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Quinta-feira, 27 de Janeiro de 2011
Não acham estranho?
Acho estranho...
Que se não estranhe...
Que ninguém estranhe...
Que coisas estranhas,
Feitas de modo estranho,
Deixem de ser estranhas
Quando... estranhamente,
não são feitas por estranhos.

Porque será que estranho?
que ninguem estranhe?
eu... não devia estranhar???


publicado por escrevernareia às 17:16
link do post | comentar | favorito
|

Preciso deste amor
Antes do teu amor
não me lembro de mim.
Se existia...
não podia ser eu.
Essa biografia,
seja de quem for,
teve seu fim,
quando te conheci.
Depois daquele dia,
o presente é teu,
O futuro é ali...
já ali adiante.
Mas ainda antes,
precisamos viver,
nao perder tempo,
com distrações,
amar cada momento.
Nosso amor,
faz-se de instantes,
isso soubemos aprender.
Enche nossos corações...
hoje mais do que antes,
dele dependo para viver.


publicado por escrevernareia às 13:20
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Quarta-feira, 26 de Janeiro de 2011
Quero o teu calor
Solta-se no ar,
o triste lamento
daquele que ama.
Oh que tormento,
querer ir e ficar,
com ela na cama.
Neste dia sombrio,
o Sol não esquenta,
não espanta o frio,
nem levanta a geada.
Mas ele acalenta,
o desejo incontido,
a esperança guardada,
a sonho escondido:
Estar com sua amada,
no seu ninho de amor,
ter a mulher desejada
e sentir o seu calor.


publicado por escrevernareia às 12:50
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

Terça-feira, 25 de Janeiro de 2011
Gemidos de amor
O amor não são gemidos,
nem é feito pelos sentidos.

O amor faz-se por fecundação
e após longa germinação,
surge de forma expontânea.
Cresce numa miscelânea,
de realidade e ilusão,
quase sempre sem uma razão.

Gemidos vindos do amor,
são sentidos com ardor.
Abafam os sons da paixão,
Libertam da atracção,
Trazem paz ao coração.

tags: , ,

publicado por escrevernareia às 12:35
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Segunda-feira, 24 de Janeiro de 2011
Tu és assim....
Sol que aquece
Que apetece
Nunca esquece.
Razão da vida
Minha guarida
Paixão incontida.
Enorme talento
Tráz alento
Para o sofrimento.
Verso sonhado
Sonho desejado
Futuro encantado.
Bonita flor
Palavra de amor
Gemido sem dor.
Parte de mim
Amor sem fim
Tu és assim.


publicado por escrevernareia às 12:30
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

Quinta-feira, 20 de Janeiro de 2011
Sacia-me com o teu amor
O que me encanta,
é ter-te sempre.
Se estás ausente,
não sinto a escuridão...
há sempre uma luz.
Na minha solidão,
quando fecho os olhos,
estás presente.
Como uma fonte,
dia após dia sem cessar,
brotando água corrente.

O que me encanta,
é seres meu horizonte
e meu meio ambiente.
Meu mar de vontade,
minha força do vento...
fazes-me esquecer o tempo.
Até a saudade,
que por vezes sinto,
já não me traz dor,
mas desejo e vontade,
deste coração faminto,
saciar com teu amor.


publicado por escrevernareia às 12:40
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Quarta-feira, 19 de Janeiro de 2011
Meu pensamento és tu
Agora eu descobri,
nao há um momento,
em que pense em ti.

Na verdade,
és o meu pensamento,
em qualquer o momento,
a minha felicidade.


publicado por escrevernareia às 12:49
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Escrever
Escrever, é sentir sem parar
É partir e não saber para onde
É não ter certeza na chegada
É sentir a companhia da solidão.
Perder-se entre realidade e ilusão
É sentir cá dentro a parte amada
É saber expor o que se esconde
E chorar, sem lágrimas mostrar.


publicado por escrevernareia às 12:37
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Segunda-feira, 17 de Janeiro de 2011
Nem sei se te mereço.
Não são palavras,
que eu te digo.
São pedaços de mim,
que se soltam
para ir ter contigo,
... por fim.
Há tanto tempo,
o principio aconteceu...
entreguei-me a ti.
Nada havia,
que me prendesse aqui,
por isso quis ser teu.
Recebeste-me,
com virtudes,defeitos,
alguns feitos e efeitos
e amaste-me.
Hoje... envelheço,
(só por fora...
por dentro ainda demora)
tem dias que padeço,
de defeitos ou até dor,
mas tenho-te a ti
e tu dás-me o teu amor,
tanto, que nem sei se mereço.


publicado por escrevernareia às 12:29
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

Sexta-feira, 14 de Janeiro de 2011
Quando te vi dançar...
Não sei qual foi a razão
ou até a falta dela.
Desde que em ti pousei o olhar,
meu pobre coração,
te achou a mais bela
e não mais parou de te amar.

A razão não é importante,
quando se trata de amar.
Eu entendi naquele instante,
que tinha acabado de encontrar.

Contigo eu precisava ficar.
Sem nenhuma hesitação,
foi isso que senti.
A cada dia eu sinto aumentar,
o fogo dessa paixão,
que nasceu ali,
ao ver-te dançar.


publicado por escrevernareia às 12:10
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Quinta-feira, 13 de Janeiro de 2011
Enches-me o coraçao
Se por vezes sinto frio,
Quando não estás comigo,
Nem imagino como seria,
Se não te tivesse aqui
e não pudesse percorrer,
Todo este caminho contigo.
Ia perder-me com certeza,
Pelos becos sujos da vida.
Sem encontrar uma estrela,
Com um brilho como o teu,
Entre todas a mais bela.
Que me levasse a tristeza,
Que na terra me desse o céu.
Posso até ser um sonhador,
Mas assim sinto esta paixão,
Inundas-me com teu amor,
Enches-me o coraçao.


publicado por escrevernareia às 13:00
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Meu sonho...

Olho-a...

Espalhar versos

Desejo

Teu amor

Palavras simples

Amor natural

O tempo fica escasso

In-quotidiano

Resgate

arquivos

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

tags

todas as tags

ILCAO
Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue!
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds
Creative Commons
Licença Creative Commons
Escrever n'Areia de To Quim Rodrigues é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Unported.